• Curiosidades sobre Pilates

    A matéria de hoje é especial para os pilateiros iniciantes! Reunimos algumas ‘’curiosidades’’ sobre Joseph e sobre o método que deu início ao que, atualmente, chamamos de Pilates. Vamos lá?

    – Joseph Pilates era alemão e, durante a Primeira Guerra Mundial, permaneceu num campo de concentração na Inglaterra. Lá, trabalhou como enfermeiro e usou camas, molas e lastros para realizar exercícios que fortalecessem os pacientes. Quando a gripe espanhola se espalhou pelo mundo em 1918, fazendo milhares de vítimas, nenhum dos seus alunos morreu vítima da epidemia;

    – Joseph chamava o método de contrologia inicialmente, ou seja: “controle do corpo pela mente”. Isso porque, segundo o método, é a mente que controla o corpo, e não o contrário. Portanto, também devemos treinar a nossa mente e nos concentrar em cada detalhe do nosso corpo e dos nossos movimentos para estar no controle;

    – Pilates foi criado por um homem para homens. As mulheres da época não praticavam Pilates até a popularização do método, que começou nos EUA. Exercícios físicos mais vigorosos eram vistos como “coisa de meninos”;

    – O Magic Circle, um dos acessórios mais famosos do método, foi inventado a partir do arco de metal que segura os barris de cerveja. São características dele: forte e flexível para que fosse manuseado e gerasse a resistência muscular necessária;

    – No Pilates, a qualidade dos exercícios é mais importante que a quantidade: por isso, quem está começando pode estranhar as séries curtas, porém extremamente poderosas!

    – Parte da fama que o Pilates conquistou deve-se à dança. Mais especificamente aos dançarinos e bailarinos de Nova Iorque, como George Balanchine, por exemplo. Eles foram os primeiros clientes de Joseph e tiveram papel importantíssimo na disseminação do método.

    Incrível o nosso mestre, não? Sabe de alguma curiosidade e quer compartilhar com a gente? Deixe nos comentários!

1Comment
  • Postado por Michele Hoster em 18 de outubro de 2015 at 17:00

    Muito bom o artigo sobre Pilates. Bastante esclarecedor. Obrigado Michele

    Responder

Deixe uma resposta

Cancelar resposta